Chroma Key (Green/Blue Screen) e Motion Capture

Chroma Key (Green/Blue Screen)

Chroma Key é uma técnica, já antes falada no blogue, onde se combinam duas imagens no computador (frames), mas substitui-se uma cor (ou um grupo de cores) duma dessas frames pelas cores (ou grupo) da outra frame. Isto é juntam-se duas frames e apenas é retirada de uma delas uma específica cor.

O Green Screen, é um exemplo disto mesmo, onde se coloca os personagens numa frame com um fundo verde atrás, e depois se mistura a outra frame, com um fundo desejado. Depois a cor verde é retirada digitalmente da frame inicial e “fundem-se” as duas imagens numa só.

Por vezes, a cor verde não resulta bem para o efeito, por exemplo pelos fatos das personagens serem de cor verde, e assim, mais tarde, na pós-produção irão ser confundidos com o fundo verde. Nestas ocasiões usa-se o Blue Screen (antecessor do Green Screen). Exemplo disto é o filme “Homem-Aranha”:

Neste filme, devido ao fato do vilão Green Goblin ser da cor do Green Screen, usou-se Blue Screen para as cenas com esta personagem.

Ao contrário do que acontece com Green Goblin, o fato de Spider-Man é vermelho e azul, e devido à cor azul, foi usado o Green Screen nas cenas onde o herói aparecia.

Motion Capture

Motion Capture (ou Mo-cap) é o processo onde se grava o movimento, tanto a postura como a localização, de objectos ou pessoas.

Primeiramente, esta técnica era apenas usada em estúdio onde os actores dentro dos fatos com os sensores de movimento, estavam sozinhos, apenas rodeados de luzes e câmeras espcializadas neste tipo de filmagem. Foram filmes como “Lord of the Rings” e “Avatar” (como já antes referido no blogue), que revolucionaram completamente esta tecnologia ao introduzirem actores que representavam personagem feitas em computador (Gollum), que interagiam em tempo real com os outros actores, no caso de Senhor dos Anéis, e no caso de Avatar, a “performance capture”, onde as expressões faciais e movimentos de lábios foram filmados ao pormenor e mostrados num mundo inteiramente criado em computador.

Esta imagem é retirada do filme “The Hobbit”, um filme mais recente do que “Lord of the Rings”, mas passado no mesmo mundo, daí a tecnologia nesta altura ser mais avançada. Pois quando Lord of the Rings foi lançado, a personagem feita a computador não era tão pormenorizada como acima mostrado.

6a0120a6b2c140970c013480ec1366970c

Exemplo retirado do filme “Avatar”, que mostra o pormenor nas faces dos actores transferido para as personagens criadas digitalmente.

Mas como é que este processo complexo funciona?

Os sistemas que usam câmeras que gravam o movimento, são chamados sistemas ópticos. Estes sistemas detectam pequenos marcadores de posição, processam a informação recebida e montam uma aproximação muito realista do movimento do actor. Sistemas activos usam marcadores luminosos ou que piscam, enquanto que os sistemas passivos usam objectos inertes, como bolas brancas ou pequenos pontos de tinta, como é ilustrado no exemplo acima de Avatar. Estes últimos são frequentemente usados para capturar expressões faciais. Existem também sistemas que não necessitam de marcadores, e usam no seu lugar algoritmos criados num software capaz de inserir gráficos feitos em computador nas filmagens feitas ao vivo. Assim que capturado, o movimento é então transferido para um esqueleto virtual da personagem animada.

Um exemplo do referido é um pequeno vídeo do filme “Dawn of the Planet of the Apes”:

Referências:

http://filmmakeriq.com/lessons/5-elements-of-a-great-chromakey/

https://www.techopedia.com/definition/476/chroma-key

http://www.engadget.com/2014/07/14/motion-capture-explainer/

http://www.ptiphoenix.com/what-is-motion-capture/

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s